27 pensamentos que tivemos ao andar por Buenos Aires

0 Comment

Argentina, capital do tango, do churrasco, alfajores, doces de leite e paisagens de tirar o fôlego, seja na cidade, seja nas montanhas. Nossa dica é ligar um tango para ler esse post e te transportaremos diretamente para Buenos Aires, seus belos parque e muitos lugares para conhecer. Só não fecha os olhos para poder ler os pensamentos abaixo.

PARQUES e CONSTRUÇÕES

Buenos Aires - Marina Pape

1 – Essa Avenida 9 de julho é REALMENTE larga. Não dá para atravessá-la completamente numa tacada só de farol verde. Obrigatoriamente uma parada no meio.

2 – Alias, todas as ruas e calçadas aqui são bem largas. Parece tudo bem planejado. Gostei.

3 – Meu deus, todos esses parques com a grama milimetricamente cortada! Como fazem isso? Tudo tão bem cuidado.

4 – E todos os canteiros aqui são lindos, sejam eles públicos ou particulares. Argentinos gostam de cuidar da grama.

5 – Gente! E toda essa cachorrada nesses parques?! Sem brincadeira deve ter mais de 300 dogs só nesse parque aqui.

6 – E os passeadores de cães? Eles  andam com uns 30 cachorros ao mesmo tempo, é isso?

Buenos Aires - Marina Pape7 – Incrível, a maioria dos prédios tem faixada antiga, e são todos super conservados. Da até um prazer andar no centro, bem como dizem: um pedaço da Europa na América Latina.

8 – Essa floralis genérica é tão linda e fotogênica. Tirei foto de todos os ângulos possíveis.

ALIMENTAÇÃO e RESTAURANTES

9 – Queria ter a vida desses argentinos, todos os cafés sempre cheios, de manhã, tarde e noite.

10 – Aqui parece que o dulce de leche é igual ao nosso arroz e feijão brasileiro. Você pede indicação de algo tradicional e TODOS os argentinos indicam doce de leite. Não é nem alfajor e nem churrasco. (um off, todos os doces com dulce de leche são maravilhoso, comi vários, engordei tudo, no regrets)

11 – Alias, amamos empanadas. As fritas então, uma benção! (As melhores são do El Sanjuanino, na Recoleta e do Café Tortoni, no centro)

12 – Descobri que melhor harmonização para um churrasco não é cerveja, e sim o vinho. Nós, brasileiros, estamos errados nos tradicionais churrascos de fim de semana.

Buenos Aires - Marina Pape13 – Media lunas, ou croissants, são maravilhosos, sempre, fica a dica, encha o prato (e a bolsa) de medialunas.

14 – Esses argentinos devem ter diabetes. Não é possível a quantidade de bomboniere que existe aqui. É uma a cada esquina!

15 – A hora de pagar a conta é sempre uma piada, um valor muito alto para notas muito baixas. Serio, cade a calculadora?

TRANSPORTE

16 – Esse tour turísticos com o ônibus amarelo realmente dá uma baita volta, mas faz um frio aqui em cima. Lembrar de sempre trazer gorro, luvas e cachecol, pelo menos durante outono/inverno.

17 – E os ônibus públicos aqui são muito legais! Uma pegada retrô, mas todos modernos!

18 – Para um país que ta com uma crise maior que a do Brasil, tudo por aqui parece perfeitamente conservado. Ou esse ônibus faz uma caminho bem delimitado para mostrar apenas o que a cidade tem de bonito. Com certeza isso.

PONTOS TURÍSTICOS

Buenos Aires - Marina Pape19 – Você desce em um ponto aqui, e calcula 5 quarteirões para caminhar, quando vai ver, já andou quase a cidade inteira.

20 – Ahhh que linda essa feira de San Telmo, e ela é GIGANTE. Não sei se é minha visão turística, mas to achando os artesanatos aqui tão criativos.

21 – Tem MAFALDA em todos os lugares dessa cidade. Mas também, uma diva, amamos!

Buenos Aires - Marina Pape22- O Caminito é bem sem gracinha, né? Ta meio caído.

23 – Falando em Caminito, e todas essas dezenas de lojas vendendo esses milhares de imãs? Tem tanta coisinha e detalhezinho colorido que eu nem sei mais no que focar, só quero sair daqui. Um pouco exagerado.

24 – Ééé, argentino também pode ser folgado, não respeitam fila e quase briguei com umas fulaninhas que tentaram passar na frente.

25 – Esse Puerto Madero tem muita gente. Jurava que era mais vazio.

Buenos Aires - Marina Pape26 – Eu ameia a El Ateneo, já é minha livraria favorita!

27 – Casa Rosada tem a maior concentração de selfies ever, mas também, ela é rosa MESMO! Quase perguntei o “Macron está na residência hoje?”, só para os Argentinos falarem “Aqui é o Macri” (desculpa, piada foi ruim)

Em resumo, Buenos Aires é uma cidade maravilhosa, lugar que eu moraria fácil fácil. Sem contar que é pertinho de Bariloche, para aqueles que querem uma Argentina mais fria e muito chocolate quente.

Add: Passei 5 dias em Buenos Aires e de fato vi aquilo que direcionavam aos turistas. Em pesquisa que fiz na volta, decidi entender onde se encontrava a pobreza da cidade, e para minha surpresa ficava a 15 min a pé do hotel em que me hospedei.  A Villa 31, a maior e mais antiga das favelas de Buenos Aires, fica “escondida” atrás do trilho do trem. Com mais alguns 15 minutos de caminhada, é possível chegar no Puerto Madero, um dos bairros mais pujantes da capital argentina.

Como a cidade é plana, dificilmente o turista verá as moradias mais humildes, as condições escassas e o sofrimento dos mais pobres. o maior indício visível que tivemos da crise que atinge a Argentina eram os lixos revirados e espalhados pelas ruas: os mais necessitados entravam dentro dos contêineres do bairro de Retiro para garimpar alimentos e objetos de valor.

A pobreza também está presente em bairros mais afastados, longe da popularidade do brilho capital. No caminho entre o Aeroporto e o centro, passamos por zonas bem mais humildes.

Ponte de la Mujer - Obra de Calatrava (Foto: Marina Pape)
« 1 de 14 »

Todas as fotos desse post são de autoria ou arquivo pessoal de Marina Pape

0 Comments

Leave a Comment